ÁREA RESTRITA

Religião

Projeto de Vida. Você já tem o seu?

Categoria: Religião, Saúde | 12.novembro.2020 | sem comentários

A Associação dos Salesianos Cooperadores tem, na sua base constitutiva, um documento conhecido informalmente como PVA, sigla de seu nome, “Projeto de Vida Apostólica”. Tem também, como desejava seu fundador, Dom Bosco, uma característica fundamental, ser uma associação missionária.

Sendo dessa forma, nada mais natural que, ao final do mês de outubro, mês na Igreja dedicado às missões, que a Consulta Região Brasil, dessa Associação, convidasse para encerrar o mês, Dom Eduardo Pinheiro da Silva, SDB, bispo de Jaboticabal em São Paulo, para falar, em uma “live” sobre o tema “Projeto de Vida”.

Dom Eduardo, de forma clara, precisa e extremamente didática então, apresentou suas reflexões sobre o tema, que é já bem conhecido dele, tanto que tem um livro publicado já em diversas edições sobre esse tema, dedicado especialmente aos jovens, mas que serve perfeitamente a qualquer pessoa de qualquer idade que queira empreender uma caminhada periódica de melhorias em sua vida, nas diversas dimensões que a compõem, reflexão essa que você pode recordar ou assistir no vídeo abaixo.

Com a autoridade de quem também pratica o que recomenda, Dom Eduardo deixou a todos os participantes uma valiosa contribuição, de forma muito prática para que todos tenham seu próprio Projeto de Vida, que começa sempre com um sonho.

Para auxiliar você a produzir o seu próprio Projeto de Vida, baixe aqui a apresentação de Dom Eduardo.

A quem possa interessar adquirir seu livro “Vida: Um projeto em construção” na sua edição atual, pode fazê-lo clicando aqui ou aqui.

Consulta Região Brasil se reúne com Conselho Mundial

Categoria: Religião | 01.novembro.2020 | sem comentários

No dia 24 de outubro, data da comemoração mensal de Nossa Senhora Auxiliadora, por uma iniciativa pioneira da Conselheira Mundial para a a Região Brasil da Associação dos Salesianos Cooperadores, a SC Alzira Marães Ferreira, pôde a Consulta Região Brasil, além dos Conselhos das seis províncias dessa região, se reunirem com alguns membros do Conselho Mundial, a saber; o SC Antonio Boccia, Coordenador Mundial, a SC Cinzia Arena, Administradora Mundial e Ir. Lucrécia Uribe Duque, FMA, Delegada Mundial. A reunião contou ainda com a preciosa colaboração de tradução por parte de Ir. Alicia Demarchi, FMA, brasileira, residindo atualmente em Roma.

A reunião tinha como propósito apresentar ao Conselho Mundial, as diversas realidades provinciais de nossa Região Brasil, bem como a caminhada formativa em que a região se encontra empenhada e ainda a implantação de um trabalho na área de comunicação, que, nesses tempos de pandemia, proporciona a todos os Salesianos Cooperadores da região, se reunirem de forma virtual, com seus Centros Locais, Províncias e Região Brasil, favorecendo a união e comunhão da Associação, ainda que distantes fisicamente.

Teve início então com uma oração inicial, preparada e conduzida por Ir. Othilia dos Santos, FMA, Delegada para a Região Brasil, seguida da apresentação e palavra do Coordenador Mundial, SC Antonio Boccia.

Essa apresentação e a fala de Antonio Boccia estão disponíveis para download nos respectivos links.

Em seguida, tomou a palavra a Delegada Mundial, Ir. Lucrécia Uribe Duque, FMA, com uma apresentação carinhosamente já traduzida para o português.

Essa apresentação também está disponível para download no respectivo link.

Continuando a reunião, a SC Alzira passou a palavra às Coordenações Provinciais, para apresentação das diversas realidades que nossa região contempla, iniciando-se pela Província de Porto Alegre (BPA)

Apresentação e relatório disponíveis para download.

Do sul passamos ao nordeste, com a apresentação da Província do Recife (BRE).

Apresentação disponível para download.

Seguindo Recife, apresentou-se a Província de São Paulo (BSP).

Apresentação disponível para download.

Depois de São Paulo, foi a vez da Província de Campo Grande (BCG).

Relatório disponível para download,

Após Campo Grande, foi a vez de sua vizinha, a Província de Belo Horizonte (BBH).

E finalizando as apresentações provinciais, a Província de Manaus (BMA).

Devido a uma questão técnica, a Província de Manaus não pôde apresentar o material preparado, que você pode baixar aqui.

Após as apresentações das realidades provinciais, foi passada a palavra à Administradora Mundial, SC Cinzia Arena, que falou sobre Solidariedade Econômica.

Em seguida, tomou da palavra o responsável pela Formação da Região Brasil, o SC Evanio A. Santinon, que apresentou a caminhada da região no âmbito formativo.

Apresentação disponível para download.

Finalizando as apresentações, o responsável pela Comunicação da Região Brasil, o SC Carlos R. Minozzi demonstrou o avanço nessa área nos últimos três meses.

Apresentação disponível para download.

A reunião, que, a despeito do fuso horário torná-la uma reunião noturna na Itália, contou com viva participação de todos durante as cerca de três horas de duração e foi encerrada com uma bênção de Pe. Isidoro P. da Silva, SDB, Delegado para a Região Brasil e os agradecimentos da Conselheira Mundial SC Alzira Marães Ferreira.

Lançamento do poster da Estreia 2021

Categoria: Religião | 29.setembro.2020 | sem comentários

“Movidos pela esperança: “Eis que faço novas todas as coisas” (Ap 21,5) é o tema que o Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, escolheu para a mensagem de sua Estreia para 2021. Como todos os anos, sua mensagem vem acompanhada por um pôster que traduz graficamente as intuições e orientações que o ‘pai e centro de Unidade da Família Salesiana’ deseja oferecer a todos os seguidores de Dom Bosco. Eis, pois, o cartaz da Estreia 2021, que nestes dias é enviado às casas salesianas de todo o mundo.

Seguindo um caminho que vem sido percorrido há já alguns anos, o de atribuir a preparação do cartaz da Estreia a artistas de diversos contextos e origens geográficos e visando captar cada vez as diferentes sensibilidades presentes no universo salesiano, o Dicastério para as Comunicações Sociais quis privilegiar, nesta edição, as percepções da América Latina.

Entre os vários projetos propostos, o escolhido foi o do ilustrador argentino Gustavo Daguerre, 41 anos e uma vida passada nos ambientes salesianos, o qual atualmente trabalha como coordenador pastoral de um instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e, no passado, já ilustrou as páginas do Boletim Salesiano do seu país.

Eis como ele apresenta o pôster:

“Quando vi a frase que acompanhará a Estreia de 2021, pensei na necessidade de oferecer, por meio da imagem, o que para mim é forte naquela oração… A ESPERANÇA. Para nós, como comunidade de crentes, a esperança é depositada em Jesus. Muitas vezes sentimos, nestes tempos, que as pessoas não têm esperança. Basta uma pandemia para fazer a humanidade ‘tremer’ e torná-la muito mais vulnerável. E nessa humanidade ferida estão também os nossos jovens…, os privilegiados do nosso carisma.

Por isso, e quase ‘rezando’, encontramos no centro a imagem de Jesus que nos ampara, nos convida a nos levantarmos, e não apenas com a mão estendida mas também com o olhar compreensivo que dá dignidade. Em seu derredor há um ambiente que converte, de cenário cinzento, escuro, denso a outro, cheio de cor, com o brilho necessário para enxergar o testemunho de Cristo no rosto de quem nos recebe.

Que nosso grande desafio, como Família Salesiana, seja simplesmente ser sinal de Esperança, colocar luz e cor, olhar com os olhos cheios de compreensão, continuar a curar e acompanhar o que esta pandemia feriu; continuar a prestar atenção às necessidades dos outros, assim como nos ensinaram Dom Bosco e Madre Mazzarello”.

O cartaz será impresso e distribuído nos próximos dias; e – de acordo com os serviços postais de cada país – deveria chegar às casas salesianas no mês de outubro. O cenário poderá ser modificado pelos ilustradores salesianos de todo o mundo para representar as diferentes realidades locais.

Por: infoANS

Apresentação do tema da Estreia 2021: A esperança nos move: “Eis que faço novas todas as coisas”(Ap 21.5)

Categoria: Religião | 04.agosto.2020 | sem comentários

(ANS – Roma) – Depois de conversar com diversos Inspetores, ouvindo suas necessidades e depois de debater com os membros do Conselho Geral, com os líderes da Família Salesiana e os Salesianos da Sede Central Salesiana, o Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime elaborou o tema da Estreia para 2021, símbolo da resposta salesiana à situação atual gerada pela pandemia: «A esperança nos move: “Eis que faço novas todas as coisas”(Ap 21.5)».

“Pensando na mensagem que pode nos unir como Família Salesiana neste ano de 2021, é impossível não levar em conta que, durante muitos meses, em maior ou menor grau, o mundo, todas as nações, permaneceram, se não paralisadas (embora muitas estejam), certamente bloqueadas”, diz o Reitor-Mor no início de seu texto de apresentação da Estreia.

Ao mesmo tempo, “nossa mensagem enfatiza e reafirma que, diante desta dura e dolorosa realidade, com suas pesadas consequências, continuamos a ter a certeza de sermos movidos pela esperança: porque Deus em seu Espírito continua a fazer ‘novas todas as coisas’”.

Explicando a estrutura da mensagem da Estreia, o P. Á. F. Artime lembra que o próprio Dom Bosco passou por muitas situações difíceis – incluindo uma epidemia de cólera – sem perder a esperança, ao contrário, sempre reagindo e motivando os outros a se ocuparem.

O momento atual, portanto, é o momento oportuno para a conscientização e o comprometimento diante de tudo aquilo que, mesmo antes da pandemia, já não estava bem, mas tínhamos nos acostumado: o sofrimento de tantas pessoas, a epidemia de outras doenças menos divulgadas, os danos à Criação…

Eis, portanto, que a Estreia servirá para propor uma leitura salesiana dos tempos atuais, para pensar em processos alternativos à cultura dominante, que sejam aptos a realizar uma mudança de valores e de visão. E, para manter a concretude salesiana, ele proporá, ao mesmo tempo, lugares e situações onde “aprender e exercitar a esperança”.

Tudo isso, sempre se deixando acompanhar por Maria, “Mãe de Deus, Estrela da Esperança”.

Fonte: https://www.infoans.org

https://www.sdb.org/pt/Reitor_Mor/Estreia/Strenna_2021/Estreia_2021__

São João Maria Vianney – Patrono dos padres

Categoria: Religião | 04.agosto.2020 | sem comentários

Nasceu em Dardilly, no ano de 1786, e enfrentou o difícil período em que a França foi abalada pela Revolução Napoleônica. Camponês de mente rude, proveniente de uma família simples e bem religiosa, percebia desde de cedo sua vocação ao sacerdócio.Ele era um cristão íntimo de Jesus Cristo, servo de Maria e de grande vida penitencial, tanto assim que, somente graças à vida de piedade é que conseguiu chegar ao sacerdócio, porque não acompanhava intelectualmente as exigências do estudo do Latim, Filosofia e Teologia da época, curiosamente começou a ler e escrever somente com 18 anos de idade.
Ajudado por um antigo e amigo vigário, conseguiu tornar-se sacerdote e aceitou ser pároco na pequena aldeia “pagã”, chamada Ars, onde o povo era dado aos cabarés, vícios, bebedeiras, bailes, trabalhos aos domingos e blasfêmias; tanto assim que suspirou o Santo: “Neste meio, tenho medo até de me perder”. Dentro da lógica da natureza vem o medo; mas da Graça, a coragem. Com o Rosário nas mãos, joelhos dobrados diante do Santíssimo, testemunho de vida, sede pela salvação de todos e enorme disponibilidade para catequizar, o santo não só atende ao povo local como também ao de fora no Sacramento da Reconciliação. Viveu até aos 73 anos, foi exemplo de santidade, de dedicação e perseverança na construção do caminho da salvação e progresso do Reino de Deus para uma multidão, pois, como padre teve tudo de homem e ao mesmo tempo tudo de Deus.
São João Maria Vianney, um sacerdote zeloso que buscou viver na luz de Cristo e iluminou o mundo com sua simplicidade e santidade.

31 Dias com Dom Bosco – reflexões

Categoria: Religião | 03.agosto.2020 | sem comentários

31 Dias com Dom Bosco – reflexões

Santo Inácio de Loyola

Categoria: Religião | 31.julho.2020 | sem comentários

Inácio de Loyola ou Loiola, nascido Íñigo López foi o fundador da Companhia de Jesus, uma ordem religiosa católica romana que teve grande importância na Reforma Católica, cujos membros são conhecidos como os jesuítas.

Neste dia, celebramos a memória deste santo que, em sua bula de canonização, foi reconhecido como tendo “uma alma maior que o mundo”.

Inácio nasceu em Loyola na Espanha, no ano de 1491, e pertenceu a uma nobre e numerosa família religiosa (era o mais novo de doze irmãos), ao ponto de receber com 14 anos a tonsura, mas preferiu a carreira militar e assim como jovem valente entregou-se às ambições e às aventuras das armas e dos amores. Aconteceu que, durante a defesa do castelo de Pamplona, Inácio quebrou uma perna, precisando assim ficar paralisado por um tempo; desse mal Deus tirou o bem da sua conversão, já que depois de ler a vida de Jesus e alguns livros da vida dos santos concluiu: “São Francisco fez isso, pois eu tenho de fazer o mesmo. São Domingos fez isso, pois eu tenho também de o fazer”.
Realmente ele fez, como os santos o fizeram, e levou muitos a fazerem “tudo para a maior glória de Deus”, pois pendurou sua espada aos pés da imagem de Nossa Senhora de Montserrat, entregou-se à vida eremítica, na qual viveu seus “famosos” exercícios espirituais, e logo depois de estudar Filosofia e Teologia lançou os fundamentos da Companhia de Jesus.
A instituição de Inácio iniciada em 1534 era algo novo e original, além de providencial para os tempos da Contra-Reforma. Ele mesmo esclarece: “O fim desta Companhia não é somente ocupar-se com a graça divina, da salvação e perfeição da alma própria, mas, com a mesma graça, esforçar-se intensamente por ajudar a salvação e perfeição da alma do próximo”.
Com Deus, Santo Inácio de Loyola conseguiu testemunhar sua paixão convertida, pois sua ambição única tornou-se a aventura de salvar almas e o seu amor a Jesus. Foi para o céu com 65 anos e lá intercede para que nós façamos o mesmo agora “com todo o coração, com toda a alma, com toda a vontade”, repetia.

O Perdão de Assis: a “porta aberta” à graça em tempo de pandemia

Categoria: Religião | 30.julho.2020 | sem comentários

Um perdão que continua a “gerar Paraíso”: foi assim que o Papa Francisco, durante sua visita a Assis há quatro anos, falou da graça que o frade de Assis havia pedido “para todos, para um mundo que ainda hoje precisa de misericórdia, e para que possamos ser seus instrumentos” e “sinais de perdão”. A partir da noite da quarta-feira (29/07) iniciou em Assis, o Tríduo de preparação para o Perdão com a celebração presidida pelo Bispo de Tortona, Dom Vittorio Viola. A festa do Perdão de Assis está intimamente ligada à Porciúncula, a pequena igrejinha reconstruída por São Francisco e que hoje está no interior da Basílica de Santa Maria dos Anjos, em Assis, cidade italiana da região da Úmbria.

O que é Perdão?
Para obter a Indulgência Plenária para si mesmo ou para familiares que faleceram, atravessando o limiar da Porciúncula, é necessário fazer a confissão, participar da Missa e da Eucaristia, renovar a profissão de fé recitando o Credo e Pai Nosso, e por fim a oração segundo as intenções do Papa e pelo Pontífice. Foi exatamente na Porciúncula, que São Francisco de Assis teve a inspiração divina de pedir indulgência ao Papa Honório III e em 2 de agosto de 1216, diante de uma grande multidão, o frade, na presença dos bispos da Úmbria, promulgou o Grande Perdão, para cada ano.

Perdão, fonte inesgotável
E ainda hoje a Porciúncula é uma “porta sempre aberta” para aqueles que querem se valer da graça de Deus através do Sacramento da Reconciliação. Uma fonte que nunca deixa de gerar água limpa, apesar das restrições impostas pela pandemia.
A entrevista com Frei Simone Ceccobao, o responsável pelo Santuário da Porciúncula:
Frei Simone Ceccobao: O perdão é sempre o perdão. No sentido de que em sua essência a pandemia teve pouco efeito, mas de fato, em sua estrutura, a Festa do Perdão deste ano teve que passar por algumas alterações. A Basílica teve que se adaptar corretamente a todas as regulamentações sobre distanciamento social, sobre a higienização dos espaços, não haverá as grandes multidões de outros anos. Uma mudança significativa foi o deslocamento das confissões da Basílica para o convento da Porciúncula. Poderíamos dizer que a casa dos frades se torna a casa da misericórdia. O perdão é sempre o perdão. Gosto de vê-lo assim este ano, porque é verdade que há uma emergência ainda em andamento que nos fez sentir um pouco mais frágeis, um pouco menores, um pouco mais indefesos, mas ao mesmo tempo essa emergência destacou de maneira muito forte a urgência do perdão que torna nossas vidas novas.

Também faltará a Marcha Franciscana, que era um dos momentos mais importantes do Perdão…
Frei Ceccobao: Faltará a marcha que era um dos momentos mais comoventes junto com a abertura da porta da Porciúncula. Para os jovens haverá uma catequese no dia primeiro de agosto e uma pequena representação de jovens, de todas as regiões da Itália, se reunirão aqui na Porciúncula e, portanto, simbolicamente, esses milhares de jovens ainda estarão aqui.

Nesta época de pandemia, o que o perdão pode representar para os jovens?
Frei Ceccobao: Acredito que nesta pandemia os jovens sejam os que se encontraram mais expostos, mais desprovidos de meios, quero dizer espirituais, os que se sentiram mais perdidos, e que tenham sentido mais solidão. O anúncio do perdão é um anúncio forte e lembra-lhes que Deus está próximo de seu medo, que Deus está próximo de suas inseguranças, que Deus vem para tomar conta de suas quedas, Deus é o Pai de misericórdia, ou seja, Ele tem um coração próximo do que é miserável e ferido. Gosto de citar a inscrição que se encontra na soleira da Porciúncula, no chão, hic locus sanctus est, este lugar é sagrado, e paradoxalmente o pisamos toda vez que entramos na Porciúncula.

Fonte: https://www.vaticannews.va

A ação das obras sociais salesianas na pandemia

Categoria: Religião | 29.julho.2020 | sem comentários

Os Diretores-executivos da Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social), Ir. Silvia Aparecida da Silva e Pe. Waldomiro Bronakowski, concederam, nesta terça-feira (28), uma entrevista à TV Canção Nova para comentar as diversas ações das obras sociais salesianas no Brasil durante a pandemia.
A entrevista aconteceu em Brasília – DF, para o Boletim de Notícias, um programa da Canção Nova que ressalta a atuação e presença da Igreja em meio à sociedade. O Programa foi apresentado pelo Ronaldo Silva e teve transmissão ao vivo pela TV Canção Nova.
A entrevista mostrou um pouco do trabalho que as obras sociais salesianas estão desenvolvendo, em especial durante a pandemia causada pela COVID-19, para continuar o cuidado com os atendidos e suas famílias que, mais do que nunca, precisam de atenção e apoio, muitas vezes até para as necessidades mais básicas.
Ir. Silvia e Pe. Waldomiro também comentaram sobre a União pela Vida (UPV), o canal de doação para as obras sociais salesianas de todo o Brasil que, em 2020, completa 25 anos.
Veja a entrevista na nossa galeria de vídeos.

44° Aniversário de Martírio do Padre Rodolfo Lunkenbein e Simão Bororo

Categoria: Religião | 15.julho.2020 | sem comentários

“Rodolfo e Simão são mais dois mártires, desfeitos no amor, segundo a palavra de Cristo: o índio deu a vida pelo missionário. O missionário deu a vida pelo índio. Para todos nós, índios e missionários, este sangue de Meruri é um compromisso e uma esperança”. Assim escreveu Dom Pedro Casaldáliga, bispo de São Félix do Araguaia, no dia 18 de julho de 1976, no Livro de Condolências de Meruri. Um resumo profético de uma história de amor e de cruz, de suor e de sangue, de fé e de coragem.

Passados 43 anos daquele fatídico dia, o Reitor-mor dos salesianos, P. Ángel Artime esteve no local do martírio em visita à Missão Salesiana de Mato Grosso e afirmou: “Temos oportunidade de dar muitas graças a Deus pelas vidas de tantos irmãos e irmãs, (…) todos mártires no silêncio da doação das suas vidas. E o futuro fala das possibilidades da nossa vocação missionária que quer acompanhar a vida destes povos, quer preparar com eles o futuro, quer formar os jovens na educação e também na fé”.

O 44° aniversário de martírio do P. Rodolfo Lunkenbein e Simão Bororo acontece enquanto o mundo inteiro vive uma situação de profundo pesar pela morte de milhares de pessoas, vítimas da pandemia covid-19. A Inspetoria Salesiana de Santo Afonso Maria de Ligório, fiel à sua vocação Profética e Missionária, une-se a toda a Congregação no apelo feito pelo Reitor-mor, P. Ángel Artime, “diante das situações de pobreza, que certamente aumentarão depois desta crise, deveremos continuar, como católicos, a responder com generosidade. Em geral, em situações extremas, costumamos dar o melhor de nós. Eu confio muito nisto. Gostaria de aproveitar esta oportunidade para convidar todos à solidariedade, fraternidade, caridade e oração. Tenhamos Fé em Deus, que está ao nosso lado em nosso caminho, mesmo quando isto é difícil, como nos dias de hoje”.

Fonte: http://www.missaosalesiana.org.br/